26 dezembro 2017

caixinha para guardar o jogo de Cartas topTrunfo "Estados do Brasil"

publicado: 26/12/2017  atualizado: 25/01/2019


Acabou de sair, digamos, do 'forno'! Mais um projeto que sai do papel! Sensacional!


Bem, você deve estar se perguntando o porquê de toda essa empolgação. Eu explico: Depois de um longo tempo pensando e elaborando, ocupado com muitas outras coisas, finalmente consegui terminar a minha primeira caixinha para guardar os jogos.


E a estreia não poderia ter sido mais apropriada... justamente para o primeiro jogo que criei, o jogo de Cartas topTrunfo "Estados do Brasil". Como a distribuição desse jogo é gratuita, a da caixinha também será.






 
Para adquirir:

     
jogo
R$
link para comprar
- Estados do Brasil
0,00
gratuito
- América
10,00
- Europa
10,00
- Ásia
10,00
- África
10,00
- Oceania
10,00
Para conhecer ou saber mais sobre cada jogo, basta clicar no respectivo nome na tabela acima para acessar a página do jogo.

Para adquirir os jogos, há duas maneiras de efetuar o pagamento:
1 - Boleto ou Cartão de Crédito: através do 
PagSeguro UOL (clicando no link do respectivo jogo na tabela acima)
     ou
2 - Depósito ou transferência bancária para uma das seguintes contas correntes:
a) Bradesco 
     agência: 6059 - conta: 1452-4
b) Banco do Brasil
     agência: 1412-5 - conta: 41707-6
b) Banco Itaú
     agência: 0462 - conta: 19182-6

Em seguida, por gentileza, envie uma mensagem confirmando o pagamento e informando o seu endereço de e-mail, para um dos canais abaixo:
whatsapp: (13) 99613-4555
Depois, os arquivos em formato PDF para impressão serão enviados via e-mail.
Atenciosamente,





Professor Marcos Bonanato

2 comentários:

  1. Boa tarde gostei muito do material !! como faço para adquiri? Desde já obrrigada

    ResponderExcluir
  2. Olá! Obrigado pela sua mensagem

    Você pode fazer download gratuito do modelo da caixinha para montar (e do jogo também)...

    é só participar do nosso grupo no Facebook:

    https://www.facebook.com/groups/classeinvertida/

    Atenciosamente,
    Professor Marcos Bonanato

    ResponderExcluir